Type to search

Fernando Manuel Chinhanga Gumbo: Three Poems

WISHING A POET

I wish to take a trip
To an unknown place.
Knowing the desires of the soul,
Like a spring in every life.

I wish to smell love,
A busy love like a crazy anatomy suffocated in her hugs.

I wish to feel the beat of your heart,
Like scratches on your nails,
In a time between us.

I’m freaking out like an ant with wings,
Bowed at your feet.
With a secret fear,
Complete earthquake,
Who hides inside us.

I wish to drink a good wine,
To understand the absolute of an intransitive verse.

I wish to feel all this,
In one day.

*

TRUE LOVE

I throw myself in your arms
To feel the affection of your chest.
Chest that squeeze
When I condemn myself in your hugs.

You are incomparable, kind
The true work of the universe.

By far I feel your look,
You are made only of poetry.

I feel sweetness on your lips,
Hot lips that drive me crazy on my body
You are the madness of my verses,
That tremble my poetry.

*

O PODER DA IMAGINAÇÃO

Lá, a vida são iguarias
Que não se podem experimentar.
Lá, o amor tem o seu trono,
Estou eu no poder.

Como que eu posso chegar até lá?
Mas eu sei, eu sei que ainda
Há uma chance de nos encontrar.

Se o caminho é inatingível,
Manda-me do teu coração um recado.
Ah! Sei que é um mundo muito belo
Pouco conhecido por mim
Pois também sei que aqui tenho o tempo
Como meu grande aliado.

Posso conhecer exactamente,
Mas me falta o poder da imaginação.
Falta-me, eu sei, a trajetória
De navegar sobre as águas do mar.

É a tua ausência que me faz pensar,
Chorando, que ainda estás lá.
Com lágrimas nos olhos de saudades
Vejo-te só na imaginação.

Author

Tags:
Skip to toolbar